Gedeone Malagola, um dos mais importantes desenhistas brasileiros e pioneiro com quadrinhos de terror no Brasil. - 15 Sep 2018
O desenhista e criador de histórias em quadrinhos Gedeone Malagola, morreu de infarto aos 84 anos em 15 de setembro de 2008.

Malagola foi um dos mais importantes e produtivos roteiristas brasileiros, aprendeu a desenhar ainda menino com o pai, o imigrante italiano e pintor Calixto Malagola.

Paulista, formado em direito, chegou a cursar arquitetura. Como desenhista ilustrou textos em diversas revistas e como criador, deu vida a personagens que marcaram época.

Em cinquenta anos de carreira, escreveu mais de 1500 histórias em quadrinhos, inclusive de personagens conhecidos, como o super-herói He-man.

Apesar de atuar como delegado de polícia fazia HQ, para ganhar um troco, e porque gostava de desenhar. Foi com lápis, nanquim e papel na mão, que se sentiu realizado. Acabou passando por diversos gêneros, mas alcançou sucesso mesmo, com os super-heróis e principalmente foi pioneiro com o quadrinho de terror, com as séries, “Lobisomem” e a “Múmia”.

Gedeone é responsável pela criação de alguns dos poucos super-heróis brasileiros da década de 60, “Raio Negro” é o mais conhecido deles. Conta à história de um piloto espacial que é presenteado com um misterioso anel de energia magnética, que lhe dava poderes.

Criou “Capitão Astral”, inspirado em Star Pirate, da revista Planet Comics da editora Fiction House. Capitão Astral, também era publicado no jornal A Folha do Povo.

“Homem Lua” e “Hydroman”, super-heróis com aventuras publicadas pela Gráfica Editora Penteado, também foram criados pelo quadrinista. O Homem-Lua surgiu a partir de uma história produzida por Gedeone e protagonizada pelo “Fantasma”, de Lee Falk. Todos eram baseados fortemente nos heróis norte-americanos, que faziam sucesso no Brasil.

Ao lado de Maurício de Sousa, integrou a Associação de Desenhistas de São Paulo.

Gedeone Malagola ao falecer, deixou de herança um rico material de histórias em quadrinhos.

Fonte: Rádio Agência Nacional
Edição: Adriana Alcoforado
Texto: Carmen Lúcia
Complemento: Lucimar Vaz
Licenciamento: CREATIVE COMMONS - CC BY 3.0

Obrigado Pela Sua Visita!
.:Rádio Cosmopolitana:.